Tradicional reunião geral apresenta talentos de dentro e de fora da Casel 

Parecia que seria só mais uma reunião em que todos já estavam prontos para receber as informações sobre as pesquisas de satisfação dos diferentes públicos atendidos pela Casa de Ismael e os resultados da Convenção Coletiva de Trabalho, mas não. A tradicional reunião geral dos colaboradores da Casa de Ismael começou animada. Primeiro, com um café da manhã. Em seguida, depois que todos entraram no auditório, o encontro ganhou brilho com os artistas revelados na Casel e de fora.

A primeira apresentação encantou a todos, quando os três primeiros talentos da Casa de Ismael com voz, violão e dança, levaram uma bonita e emocionante mensagem por meio da música Trem Bala, da cantora e compositora Ana Vilela.

Quem achou que as surpresas terminariam ali, se enganou e se surpreendeu ainda mais. Os alunos das turmas 2, 3 e 4 do matutino arrasaram no breakdance ao lado do professor Carlos Alexandre Ferreira.

E quando todos já estavam animados, o presidente da Casel, Waldemar Martins, chamou, ao palco, convidados muito especiais – os integrantes do grupo Batucar, do Recanto das Emas.

O Projeto Batucar é inspirador – partiu de uma iniciativa sem renda, só com vontade de se tornar um projeto social de música, mas com um detalhe – à época, não tinham  instrumentos. Foi então que o pessoal do Batucar descobriu o que se tornou o grande diferencial do projeto –  era possível usar o corpo para fazer música e fazer brilhar os olhos de todos que os assistem.

A manhã do último sábado (03/06) foi recheada de cultura e alegria. E assim, num clima descontraído que informações importantes para um bom desempenho de todos foram repassadas   aos colaboradores da Casel.

 

As pesquisas de satisfação feitas com os públicos interno e externo da entidade foram detalhadas a cada área – chamando atenção para diversos ítens – dos básicos, como segurança, aos que envolvem diferentes setores de atendimento, como alimentação e acolhimento. Os resultados foram observados com críticas e elogios, sempre com o incentivo para que haja melhora do serviço.

Se tem algo que contribui para o melhor atendimento ao público da Casel é a dedicação de seus colaboradores. Por isso, todo ano, quem se destaca por fazer algo além do que sua função lhe exige também é valorizado.

Dessa vez, foi o instrutor de educação física, Carlos Alexandre Ferreira, que recebeu das mãos do diretor administrativo, Hubimaier Santiago, o certificado de colaborador participativo, que é um reconhecimento pela relevante ação que fez e que faz toda a diferença não só para a entidade, mas para a vida das crianças que assistida na Casel.

Por fim, além da conversa sobre a Convenção Coletiva de Trabalho, foi feito um sorteio entre os funcionários que não faltaram durante todo o ano. Três deles dividiram entre si o décimo quarto salário. Duas das três colaboradoras sorteadas receberam o cheque das mãos do diretor administrativo, Hubimaier Santiago. A outra colaboradora premiada não esteve na reunião porque estava aproveitando um benefício concedido pela Casel, folga no dia do aniversário.

Casa de Ismael no combate ao abuso e à exploração sexual de crianças e adolescentes

Esquecer é perguntar, lembrar é combater. Esse é o lema da Campanha Faça Bonito, de combate ao abuso e à exploração sexual contra crianças e adolescentes, da qual a Casa de Ismael é parceira. Na campanha deste ano, a Casel foi às ruas de Brasilia para lembrar para a população o quanto é importante ouvir o que as crianças e os adolescentes têm a dizer. Nessa luta, dar credibilidade ao que eles dizem é um ato fundamental para protegê-los.

Ação educativa na W3 Norte

No dia da mobilização nacional, 20/05, o movimento começou com uma blitz educativa na W3 norte para divulgar as medidas de proteção às crianças e aos adolescentes vítimas de abuso e exploração sexual.

É importante lembrar que sete das 70 crianças acolhidas na Casa de Ismael no ano passado chegaram até a Casel porque sofreram abuso sexual. Mas muitas crianças recebidas por outros motivos, com o tempo, também acabam revelando que sofreram abuso.

A ação educativa continuou no Parque da Cidade, com brincadeiras, apresentações culturais e pinturas de rosto.

Crianças assistidas pela Casa de Ismael no Parque da Cidade

Na mesma semana, foi realizado o Fórum de Aprendizagem de Adolescentes, que contou com a presença da auditora fiscal do trabalho, Rosina Uchôa. Também houve uma reunião com famílias do serviço de Convivência na Casel.