Ajuda é sempre bem-vinda!

A Casa de Ismael – Lar da Criança comunica que neste mês precisa dos seguintes ítens para ajudar os assistidos pela instituição:

  • MATERIAL DE PRIMEIROS SOCORROS;
  • LEITE INTEGRAL E LEITE EM PÓ;
  • CHINELOS Nº 39 A 42;
  • CUECAS ADULTO TAMANHO P; E
  • CALCINHAS ADULTO TAMANHO P.

São ítens básicos, por isso de urgência. Espalhe para seus parentes e amigos! A Casa de Ismael, de antemão, agradece a quem puder ajudar!

Arraiá Sustentável no CEPI de Sobradinho

O Centro da Primeira Infância Flor de Lis, de Sobradinho, foi o primeiro a implantar o atual modelo de gestão das creches no DF e a Casa de Ismael está no projeto desde o início, quando o Centro foi inaugurado, em 2014. Por isso, é possível dizer, com propriedade, que lá, professores, funcionários, alunos, responsáveis e a comunidade como um todo fazem parte de uma grande família cujo objetivo maior é dar o melhor para as crianças.

E essa grande família aproveitou o Arraiá como tem que ser: com muita dança e alegria, num ambiente bem familiar. A festinha foi de graça pra toda a comunidade. E vale dizer: a criançada deu um show.

No CEPI, estudam 141 crianças de 4 meses a 6 anos. Esse é um espaço inteiramente dedicado ao primeiro contato delas com uma estrutura pedagógica. Por isso, algumas atividades que são desenvolvidas durante o ano são apresentadas com muito orgulho por alunos e professores em dias de festa, como nesse 1 de julho de 2017.

Os 32 funcionários se empenharam para fazer bonito. Além das barraquinhas de comida e das brincadeiras que contribuíram para que a tarde de sábado fosse animada e gostosa, todos se envolveram com o tema da festa – Arraiá da Sustentabilidade. Essa foi uma maneira de levar consciência ambiental não só para os alunos, mas para a comunidade em geral. Todo o resíduo de plástico e papel, gerado na festa, por exemplo, foi entregue a uma cooperativa de reciclagem da cidade, por meio de uma parceria que a escola fez. E os resíduos orgânicos serviram de adubo, feito na própria escola, para deixar o jardim ainda mais florido.

Entre as oito turmas que fizeram apresentações de dança, a do maternal II chamou a atenção porque todos, inclusive a professora Valdirene Alves de Araújo, estavam vestidos de roupas feitas por eles mesmos com materiais recicláveis.
A diretora pedagógica, Iara Farias, fez questão de destacar que toda a decoração também foi feita pelas crianças, que aproveitaram o material reciclável que a comunidade levou para a escola. “Estamos muito felizes de ver que o CEPI está sendo uma importante ferramenta de educação e integração da sociedade como um todo”, comentou.
Tudo isso faz parte de um contexto ainda maior – trabalhar a relação da criança com a natureza.  O Centro de Educação da Primeira Infância Flor de Lis, mais uma vez, mostrou que a educação é capaz de colorir uma comunidade inteira e espalhar alegria e conhecimento, como bem fizeram todos que participaram dessa grande festa.

Casa de Ismael recebe funcionários do STJ – eles doaram tempo e carinho aos acolhidos

Muitos emendaram a última sexta-feira com o feriado de Corpus Christi e tiraram o dia pra descanso. Mas alguns dos servidores do Superior Tribunal de Justiça escolheram a sexta-feira para doar um pouco de atenção e carinho para as crianças da Casa de Ismael.

Foi uma tarde bem especial. Como era dia de descanso pra muitos, a Casel que estava um pouco mais silenciosa que o normal, logo se encheu de alegria. Ao todo, dezoito servidores levaram brinquedos, cantaram, brincaram, dançaram, contaram histórias para as crianças e para as mães acolhidas na Casa.

O pessoal se dividiu. A Clécia, por exemplo, que faz parte do programa de inclusão de Síndrome de Down do STJ, aproveitou pra bater uma bolinha com os meninos da Casel. E olha que ela é boa no gol e na linha! “É bom brincar mesmo, viro criança junto!”, disse cheia de alegria num intervalo que durou segundos, porque, afinal, a brincadeira não parava não, nem pra conversar um pouquinho.

 

 

 

 

Todo tempo com as crianças foi bem aproveitado. Algumas servidoras do STJ se dedicaram aos bebês e às mães acolhidas na Casel. Elas aproveitaram para colocar em prática uma atividade chamada Shantala – que é um tipo de massagem aplicada em bebês, que os acalma, diminui as cólicas e dá mais tranquilidade e qualidade ao sono deles.
A Rubenite de Sousa Neta trabalha na assessoria de gestão sócio-ambiental do STJ. A pasta tem um projeto chamado STJ solidário, que desenvolve várias atividades para trabalhar a solidariedade em diferentes âmbitos, incluindo visitas em orfanatos, creches, sempre com uma proposta temática. Ela contou que essa foi a primeira vez que o projeto chegou à Casa de Ismael e que foi uma surpresa muito gratificante ver servidores que se dedicam ao trabalho e às famílias deles, usando parte de seu tempo para se entregar de todo coração àquele momento único com as crianças acolhidas na Casel. “O servidor entra em contato com a criança, olho a olho, corpo a corpo, com abraço, e nisso, quem está dando, tá recebendo”, explicou a servidora, que ainda completou:  “Porque, à medida que você projeta no outro coisas boas, você também está recebendo tanto ou mais. Isso é um fortalecimento de alma, de psiquê, de espírito”.

O dia ainda terminou com um lanche, que os servidores do STJ fizeram questão de servir para as crianças, e com uma oração, em que eles agradeceram a todos a oportunidade de estarem juntos. Foi como definiu a servidora do STJ , Alessandra Donato, que também estava conhecendo a Casa de Ismael pela primeira vez: “uma troca de amor”.