Criança acolhida pela Casa de Ismael fica em 1º lugar em encontro cultural

Vivian e Carlos Alexandre, professor e orientador da oficina

Vivian Isabele, de oito anos, competiu com outros 15 participantes e faturou o prêmio na categoria iniciante. A menina participa das oficinas de dança oferecidas pelo Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos.

Em 2016, o Serviço de Convivência e Fortalecimento De Vínculos (SCFV), coordenado pela funcionária Ana Clara da Silva, atendeu 120 crianças e adolescentes. Este setor da Casa de Ismael faz um trabalho integrado com as demais áreas de atuação da entidade.

Passeios, oficinas, participação em eventos locais e nacionais, momentos de confraternização e acompanhamento escolar, realizadas no contra turno das aulas, estão entre as atividades desempenhadas pelo departamento.

As oficinas oferecidas para as crianças e adolescentes trabalham com o intuito de motivá-los os a ter novas experiências e vivenciarem diversas descobertas coletivas e individuais. Paralelamente, proporcionam aos participantes o contato com danças que estimulam o respeito à individualidade e à identidade de cada um.

Este trabalho integrado propicia intervenções pautadas em experiências lúdicas, culturais e esportivas, como forma de expressão, interação, aprendizagem, sociabilidade e proteção social, motivando todas e todos a se tornarem seres pensantes e articuladores para realizar seu papel dentro da sociedade.

Coordenada pelo professor Carlos Alexandre, formado em educação física, Bboying e com uma experiência de 12 anos no ramo – no Brasil e em outros países -, a oficina “Corpo e Movimento” trabalha com as crianças a dança Breaking – estilo de dança de rua, parte da cultura do Hip-Hop criada por afro-americanos e latinos na década de 1970 em Nova Iorque, Estados Unidos, normalmente dançada ao som do Hip Hop ou de Electro. 

“As crianças e adolescentes atendidas no SCFV estão conhecendo essa nova cultura, vivenciando seus fundamentos básicos, respeito e multiplicação da cultura hip hop e seus elementos”, explica o professor.

O evento – Em 19 de março, aconteceu o “Encontro Cultural da Juventude”, idealizado pelos jovens Ramon e Rodrigo, ambos integrantes do grupo de Breaking “Over kingz”, e moradores de Planaltina de Goiás. A iniciativa foi um protesto da juventude que não era atendida de forma nenhuma pela cidade, no que diz respeito às suas demandas de cultura e lazer. 

Na ocasião, a pequena Vivian Isabele, oito anos, participou do encontro cultural na categoria individual, competindo com 15 outros colegas do Distrito Federal e Goiás. Em sua performance, ela mostrou domínio e calma ao apresentar seu conjunto de movimento de top rock, foot work e freezes harmoniosos com as habilidades que desenvolveu durante as oficinas. Expressando despreocupação em ganhar ou perder, se concentrando apenas em mostrar seus movimentos e se divertir ao dançar Breaking, Vivian Isabele ganhou o troféu de primeiro lugar na categoria iniciante.

Segundo Vivian, a dança traz alegria para a sua vida. “Ela me ajudou quanto eu estava triste; sei que a dança pode mudar a minha vida”, acredita. Por fim, a estudante agradeceu ao professor por ter mostrado a ela todos os benefícios que a dança pode proporcionar.

Vivian com o troféu de 1º lugar com a família