Dia das Crianças com bola no pé e diversão

No último sábado (13/10), em comemoração ao dia das crianças, o Paris Saint-Germain Academy Brasília recebeu a meninada da Casa de Ismael para um dia de muito futebol e solidariedade no Clube Assefaz. A atividade contou com os profissionais da escolinha de futebol e de vários parceiros que receberam nossos acolhidos com muito carinho.

O diretor da unidade brasiliense do PSG, Ademir Vogel, comentou antes do evento a importância de promover ações como essa. “Sentimos a necessidade de promover um evento para assistir jovens aqui de Brasília e levar até elas a experiência PSG, com quem muitas delas se identificam por conta da relação que o clube tem com os atletas brasileiros, especial agora, por conta do Neymar.” O PSG ainda fez uma campanha para doação de chuteiras para presentear aos acolhidos da Casel. Cerca de 30 profissionais de diferentes áreas ofereceram atividades esportivas, lúdicas, atendimento nutricional, além de exames de glicemia e correção postural, por exemplo.

“Escolhemos ajudar as crianças da Casa de Ismael porque sabemos do trabalho sério que entidade faz a mais de 50 anos em Brasília. Eles fazem um atendimento voluntário que assiste mais de 600 crianças e adolescentes”, concluiu o diretor.

A coordenadora do acolhimento, Vivian Queiroz, ressaltou a importância da iniciativa e como atitudes direcionadas ao esporte e à diversão dos nossos acolhidos fazem a diferença. “Todos adoraram as atividades e se divertiram. A ação até despertou em dois adolescentes a vontade de jogar futebol. Um deles, inclusive, já está matriculado numa escolinha!”, finalizou a coordenadora. A Casa de Ismael agradece a todos que fizeram um dia das crianças mais feliz.

Feliz Dia das Crianças!!

A Casa de Ismael comemora o dia das crianças lembrando o quanto é importante proteger e cuidar das nossas crianças e que todo dia é dia de dar prioridade a elas! Garantir os direitos dos pequenos é garantir o futuro. Por isso, a Casa de Ismael aproveita para agradecer a todos os funcionários e voluntários que se dedicam à educação, a dar carinho e atenção, e a brincar com nossos acolhidos. Também agradecemos a todos os parceiros que contribuem para a manutenção dessa estrutura de educação, amparo e acolhimento.

 

Escola de Futebol Paris Saint-Germain arrecada chuteiras e promove dia das crianças para a turma da Casa de Ismael

A Paris Saint Germain Academy fará uma ação social para comemorar o Dia das Crianças em Brasília-DF. A academia de futebol oficial do clube francês receberá crianças e adolescentes da Casa de Ismael – Lar da Criança e promoverá atividades esportivas, assistência médica, além de fazer doação de materiais esportivos para os jovens da instituição. O evento acontecerá no próximo sábado (13), a partir das 8h30, nas dependências das PSG Academy Brasília, no Clube Assefaz.

De acordo com o diretor da unidade brasiliense do PSG, Ademir Vogel, a expectativa é que o evento reúna cerca de 300 pessoas.

“Sentimos a necessidade de promover um evento para assistir jovens aqui de Brasília e levar até elas a experiência PSG, com quem muitas delas se identificam por conta da relação que o clube tem com os atletas brasileiros, especial agora, por conta do Neymar. Estamos fazendo campanha de arrecadação de materiais esportivos e esperamos receber muitas doações para presentear os garotos da Casa de Ismael neste Dia das Crianças”, afirmou Ademir.

Cerca de 30 profissionais de diferentes áreas irão oferecer atividades esportivas, lúdicas, atendimento nutricional, além de exames de glicemia e correção postural, por exemplo.

“Escolhemos ajudar as crianças da Casa de Ismael porque sabemos do trabalho sério que entidade faz a mais de 50 anos em Brasília. Eles fazem um atendimento voluntário que assiste mais de 600 crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade social. Portanto, todas as doações e atendimentos feitos neste sábado serão revertidos para um grande causa. Contamos com o apoio de todos”, concluiu o diretor.

Quem quiser fazer doações de chuteiras e outros materiais esportivos, basta entrar em contato com a unidade brasiliense da PSG Academy por meio do telefone (61) 98184-7058. Mais informações no site www.psgacademybrasilia.com.br.

Serviço
PSG Academy Brasília – Casa de Ismael
Data: 13/10/2018
Horário: 8h30
Local: PSG Academy Brasília (Clube Assefaz)
Endereço: SCES Trecho 03, S/N Lote 8 – Brasilia/DF
www.psgacademybrasilia.com.br

Ex-acolhidos compartilham boas lembranças em encontro na Casel

Mais que matar as saudades dos amigos e da casa onde muitos cresceram, o encontro que reuniu egressos, atuais acolhidos e funcionários da Casa de Ismael foi uma oportunidade de cada um mostrar como um lugar que cuida, educa e acolhe crianças e adolescentes com amor e comprometimento faz diferença.

Todos tiveram a oportunidade de compartilhar a sua visão sobre o acolhimento e a vida depois da Casa de Ismael. E foram muitos os conselhos como “aproveitem, estudem, façam muitos cursos”, algo falado por quase todos os ex-acolhidos da Casel.

Antes do almoço, todos se reuniram no auditório da Casel para dividir as experiências que viveram. Teve gente que se lembrou do quão cara foi a primeira calça jeans comprada ao sair da Casa de Ismael. Relatos de como a vida se mostrou difícil fora da instituição foram unânimes, mas todos também fizeram questão de enfatizar como o acolhimento com todos os recursos oferecidos foi fundamental na formação de todos.

O Leandrinho, por exemplo, contou que aprendeu que sempre é possível fazer algo pelo outro, que “é sempre dando que se recebe”, como ele disse ao se recordar das dificuldades que teve ao ir morar com a mãe e a irmã assim que saiu da Casel – período que a instituição continuou dando apoio a ele. “O tio Valdemar me ajudou com o ensino superior, custeado pela Casel e graças a esse suporte, hoje sou professor num colégio particular no Goiás e sou apaixonado pela minha profissão”, comemorou com emocionando a todos ao fazer um comovente reconhecimento “Foi me passado muito amor, muito carinho. A melhor coisa que aconteceu na minha vida foi passar 9 anos aqui na casa, com muito orgulho”. Ele ainda motivou os atuais acolhidos “Se você tem algum sonho, vá em frente, corra atrás , pois a dificuldade quem impõe é a gente. Pensem, sempre, eu posso, eu consigo, não importa o sonho que tenham”, encerrou.
Já o Jonathan, que ficou na Casel de 1997 a 2005, disse que somente hoje ele reconhece o quanto era bom estar na Casa de Ismael.
O Banana contou que está cursando faculdade e que quer voltar para a Casa de Ismael para ser voluntário. E agradeceu muito aos pais sociais que teve. Já o Matheus reforçou a mensagem “vocês têm que se esforçar, estudar. Eu estudei com bolsa durante 5 anos da casa Thomas Jefferson e fiz o estágio do Banco do Brasil, passos importantíssimos pro meu futuro”.
O Victor também conseguiu estudar. Hoje, graduado em Sistemas de Informação, ele está estudando para prestar um concurso público e reforçou a mensagem que todos deixaram “aproveitem o tempo que vocês estão aqui, é muito bom e gratificante”.
A Tatiane, que hoje é formada em Recursos Humanos, trabalha como correspondente bancária e também tem como meta passar num concurso público, reforçou o conselho “nunca desistam dos seus sonhos”. Ela chegou aos 4 anos e saiu da Casa de Ismael aos 12. “Aqui a gente encontra todo carinho, todo amor, que não existe lá fora, onde tem muita gente feia”.
A Roberta contou que chegou à Casel aos três anos e saiu aos 18.”Quando saí não sofri tanto porque seu Braz me deu a oportunidade de trabalhar na casa dele, e consegui trabalhar e estudar a noite – foram 5 anos. Trabalhei como babá e tudo, casei, tenho uma filha de 5 anos, me separei. E quando estava desempregada, sem ter onde deixar minha filha, seu Braz disse que tinha seleção pra mãe social, para a qual acabei passando e estou aqui há 4 anos trabalhando como mãe social”.
A Raquel contou o que pensava à época “Eu não era fácil, nenhum adolescente é fácil, a gente chega aqui revoltado porque nos afastaram dos nossos pais e mães, mas depois a gente entende o que foi o melhor pra gente”, assim como o Adilson “Lembro dos olhares de preocupação, mas de esperança.  Chegamos aqui com sementes de violência, de abandono.. mas crescemos e recebemos muito amor”.
É como dona Mazilza, assistente social. mostrou numa interessante dinâmica “A vida nos amassa, nos aperta.. e tem um momento que a gente pensa que a gente não vai aguentar. De repente, a gente se levanta e vê que a gente tem o mesmo valor – mesmo amassados, espezinhados. É a força interior que leva a gente pra frente”.
E a Vivian Queiroz, coordenadora do acolhimento falou da importante gratidão que a Casa de Ismael tem de poder ter cuidado, acolhido, educado e encaminhado tantas crianças à construção de um futuro melhor. “Ver vocês aqui hoje faz a gente acreditar que é possível!
Ter vocês aqui é um presente!”, concluiu.