Novidades verdes e amarelas no bazar da Casa de Ismael!

Nossa seleção passou para as quartas de final!!!!! E se você ainda não tem aquele look pé quente pra torcer no próximo jogo.. dê uma passadinha aqui no bazar da Casa de Ismael!!!
Aqui você economiza  encontra peças incríveis  ajuda nossas crianças  💛

(Ah.. aceitamos doações de sacolas de papel, essas de loja que acabam indo pro lixo, sabe?! Aqui são muito bem aproveitadas!!!)

#bazar #brecho #casadeismael #consumoconsciente #ajudeoproximo#lardacrianca #brasilia #df #bsb #look #lookdodia #selecaobrasileira#rumoaohexa @ Casa de Ismael – Lar da Criança

 

Casa de Ismael divulga próximos eventos

Este mês de junho está animado! Por isso a Casa de Ismael convida a todos para mais um Arraial Dessa vez, é no CEPI Olhos D`Água! Olha que lindo o convite que a criançada preparou!!

Onde? Na 714 Norte / Quando? próximo sábado, 23/06, às 15h30. A entrada é DE GRAÇA!

 

E aproveitando… não se esqueça do nosso almoço beneficente! Você pode comprar o nosso lagarto premiado (que  é uma delícia!!) por 30 reais e concorrer a uma TV de 42 polegadas!! Adquira seu ingresso com um dos nossos voluntários ou aqui na Instituição.

Quando? dia 8/07, das 12h às 14h / Onde? Na Sede da Casa de Ismael

 

 

Uma tarde de música na Casa de Ismael

Na última segunda-feira, as crianças da Educação Infantil e nossos colaboradores puderam presenciar uma apresentação de música cheia de poesia no pré-lançamento do álbum Amor Caipirano, de Carlos Pascoal.

A apresentação foi um convite feito pela nossa encarregada do departamento de educação, Maria Aparecida Camarano ao grupo. “Música é arte, é educação. Essa é uma unidade.  Quando se fala em música é despertar outros sentidos nas crianças e completar a educação que elas já tem em sala de aula” explicou Maria Aparecida ao comentar o bem que a música faz na educação dos pequenos. E completou “a atividade musical vai além dos momentos agradáveis que as crianças compartilharam conosco nesta tarde. Elas ainda vão levar uma atividade para a sala de aula, vão desenhar e contar o que mais gostaram”.

A violoncelista do grupo, Patrícia Pederiva, é professora de educação musical na Universidade de Brasília e explicou que “a música é ferramenta das emoções. E por ser a musicalidade uma dimensão e um direito de todo ser humano, existe um mito de que ela  só pode ser exercida por poucos, mas é um direito da educação as pessoas conhecer estilos diferentes e instrumentos variados”.

As crianças realmente ficaram encantadas com a música apresentada pelo grupo. E o grupo por eles. Todos participaram, bateram palmas e até arriscaram cantar alguns refrões aprendidos ali, na hora mesmo.

O cantor e compositor Carlos Pascoal se disse emocionado e surpreso com tamanha interação das crianças. “A temática das músicas não é propriamente infantil, mas a música não tem fronteira, atravessou o coração das crianças e foi muito bonito! Eu fiquei extremamente felizes de tocar aqui, olhar no olho de cada uma das crianças e ver a reação delas”, comentou. A flautista Sue Meire Everton também destacou a participação da criançada como ponto alto da tarde. “Eles curtiram, brincaram, bateram palma, participaram pra valer. Não há nada mais sincero que a reação de uma criança”, reforçou.

Os músicos explicaram que o atual projeto surgiu como um resgate de uma amizade de mais de trinta anos que levou o grupo a se apresentar, pela primeira vez, em 1988 no Teatro da Praça de Taguatinga. O poeta e escritor Gilberto Diener reforçou que, agora, o grupo apresenta um show poético musical, uma vez que o próprio título do álbum é um livro que leva o nome de um poema que o Carlos musicou.